Natura Co América Latina redireciona fábricas para produção de itens essenciais e álcool

Empresa também se compromete com estabilidade de emprego por 60 dias

A Natura &Co América Latina anunciou que os colaboradores de suas fábricas na região se dedicarão, gradativamente, a produzir apenas itens essenciais de higiene pessoal, além de álcool em gel e líquido, cruciais para frear a propagação da COVID-19.

Temporariamente, a empresa deixará de fabricar linhas como maquiagem e perfumaria, enquanto os estoques disponíveis deverão honrar os pedidos feitos por consultoras e revendedoras. Diante do cenário atual, a companhia também assumiu o compromisso de não adotar nenhum programa de demissões nos próximos 60 dias.
Ao usar o critério de essencialidade para limitar as operações de produção e logística, a empresa busca manter em casa um número ainda maior de colaboradores. A diminuição da circulação de pessoas nos espaços, aliada ao reforço de todos os protocolos de sanitização e higiene, reduzirão os riscos para os times que estarão nas fábricas e centros de distribuição focados nos itens de primeira necessidade para a população. A mesma medida se aplica nas instalações operadas por parceiros.

Prosseguir com a produção, neste momento de crise, é fundamental para que consultoras e revendedoras continuem obtendo renda com sua atividade e possam abastecer regiões distantes e periféricas com itens de primeira necessidade. Entre iniciativas as adotadas em apoio a consultoras e revendedoras estão flexibilização de crédito, fortalecimento de ferramentas e plataformas digitais e equiparação das comissões das vendas física e online, para incentivar uma nova rotina de trabalho que a situação exige.

As lojas Natura, The Body Shop e Aesop no Brasil estão fechadas, e a mesma recomendação é feita às lojas de franqueadas Aqui Tem Natura.